Regulação de criptomoedas no Brasil e no mundo: abordagens e tendências

O crescimento das criptomoedas no Brasil e no mundo tem trazido o debate sobre a necessidade de regulação do mercado. O movimento, no entanto, não tem sido uniforme nem simples. Nesta carta analisamos o debate regulatório de países cujas ações têm chamado a atenção recentemente para apontar tendências para o Brasil, mas também para o cenário internacional.
Regulação de criptomoedas no Brasil e no mundo: abordagens e tendências
Data
Autor
Equipe Propague
Produto
Compartilhar

Com o crescimento das criptomoedas no Brasil e no mundo nos últimos anos, o debate sobre a necessidade de regulação tem ganhado relevância internacional. Porém, o movimento ainda é inicial e tem brechas de compreensão sobre o objeto a ser regulado, já que não há uma tendência regulatória clara com adesão múltipla em uma mesma direção, como no caso do Open Finance. O resultado é que empresas e usuários têm dificuldade de acompanhar a situação para tomar decisões. 

Na terceira edição da Carta Propague – relatório periódico para acompanhamentos e análises sobre tendências regulatórias para o sistema financeiro e mercado de pagamentos –  olhamos para o debate regulatório de países cujas ações têm chamado a atenção recentemente para contextualizar a situação do Brasil e apontar tendências que podem ser esperadas no país e cenário internacional.

Na leitura você verá que o mercado precisará se adaptar a um marco regulatório no curto a médio prazo e este será focado em proteger o usuário, garantir a estabilidade do sistema financeiro, reduzir assimetria de informação e usar CBDCs para competir com stablecoins. Essas tendências aparecem para o mercado de criptomoedas no Brasil e no mundo. 

O que ainda está incerto é a construção dos instrumentos regulatórios e seus respectivos resultados. Nessa frente, olhar para acertos e erros dos países com estruturas já aprovadas pode ser um caminho para uma trajetória menos turbulenta e mais favorável ao mercado brasileiro.

Leia mais sobre o assunto: Moedas digitais: entenda o que são criptomoedas, stablecoins e CBDCs

Ficou interessado?
Inscreva-se para baixar o livro!
Termo de Aceite(obrigatório)
Todos os produtos

Quer se
aprofundar mais?

Com uma linguagem simples de entender, as análises do Instituto Propague vão te deixar por dentro dos principais temas do mercado.

Leia agora!