Mercado de pagamentos em dados: primeiro tri com novos recordes

A digitalização segue em alta no 1º tri de 2022 no mercado de pagamentos. A modalidade de cartões passou pela primeira vez a barreira dos 100 bilhões de reais transacionados em um único trimestre.
Mercado de pagamentos em dados: primeiro tri com novos recordes
Data
Autor
Instituto Propague + Stone
Produto
Compartilhar

Na nova edição do relatório “Mercado de Pagamento em Dados”, o  Instituto Propague e o time de Economic Research da Stone apresentam os resultados do primeiro trimestre de 2022. 

A digitalização não estagnou e mostra que ainda tem muito espaço para crescer. O grande destaque foi para a pagamentos em  cartões, que bateram recordes transacionais. Ênfase também para a modalidade por aproximação que, mesmo depois da reabertura após a pandemia, que impulsionou o uso, continuou em crescimento.

A retomada no varejo e serviços, no entanto, acontece, mas a passos mais curtos.

No relatório, que é voltado para o acompanhamento periódico do setor de pagamentos, são explorados dados como quantidade e volume de transações por tipo de meio de pagamento, evolução da atividade nos setores de varejo e serviços e fenômenos da digitalização, como o Pix.

Para conferir mais dados e análises sobre os principais players e resultados de 2021, faça o download gratuito do relatório “Mercado de Pagamentos em dados”.

Acesse também edição anterior do relatório, com dados do balanço de 2021: Mercado de pagamentos em dados: balanço de 2021

 

Leia mais:

Mercado de pagamentos: o que é e como funciona?

Digitalização de pagamentos é puxada por Pix e cartões

CBDC no Brasil: diante do sucesso do Pix, qual o espaço do Real Digital? – Insight 3

Ficou interessado?
Inscreva-se para baixar o livro!
Termo de Aceite(obrigatório)
Todos os produtos

Quer se
aprofundar mais?

Com uma linguagem simples de entender, as análises do Instituto Propague vão te deixar por dentro dos principais temas do mercado.

Leia agora!